Educação Farmacêutica em nível de Pós-Graduação no Brasil

Eloir Paulo Schenkel, Isac Almeida de Medeiros, Dulcinéia Saes Parra Abdalla, João Luis Callegari Lopes, Suely Lins Galdino, Maria José Soares Mendes Giannini, Tasso Moraes e Santos

Resumo


Este artigo* aborda a evolução do sistema de pós-graduação em Ciências Farmacêuticas no Brasil. São apresentados dados relativos às avaliações realizadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, nos últimos 20 anos, especialmente aqueles referentes à avaliação trienal 2001-2003. Em relação à avaliação anterior, constata-se uma expansão significativa no número de cursos de doutorado (da ordem de 40%). A análise da produção intelectual expressa através das publicações em periódicos qualificados indica um crescimento superior a 75% em artigos categorizados com Internacional A. O artigo analisa a evolução do sistema de pós-graduação frente às demandas dos setores acadêmico, industrial e de serviços, aborda aspectos da relação entre pós-graduação e graduação e aponta questões críticas relacionadas com a expansão do sistema formador em nível de pós-graduação.


Palavras-chave


Farmácia. Educação Farmacêutica. Pós- Graduação em Ciências Farmacêuticas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2006.v3.105