Ainda sobre o Mestrado Profissional

Renato Janine Ribeiro

Resumo


Em número anterior desta Revista (RBPG, 2005), tratamos dos princípios gerais que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) entende deverem ser respeitados no estímulo ao Mestrado Profissional (MP). Aqui, procuramos definir com maior ênfase a diferença entre o MP e a pós-graduação lato sensu, enfatizando o princípio de que todo curso stricto sensu deve representar um salto qualitativo na formação da pessoa e não apenas uma especialização, atualização ou acréscimo de conhecimentos.


Palavras-chave


Mestrado Profissional. Pós-Graduação lato sensu.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2006.v3.113