Percepção de professores universitários sobre as repercussões do seu trabalho na própria saúde

Maria Angélica Godinho Mendes de Abreu, Maria Thereza Ávila Dantas Coelho, Jorge Luiz Lordelo de Sales Ribeiro

Resumo


Estudos sobre atividade docente apontam para uma sobrecarga de trabalho que pode gerar adoecimento. Esta pesquisa objetivou identificar e analisar as repercussões da prática docente sobre a saúde de professores universitários da área da Saúde. Utilizou-se uma abordagem qualitativa, com nove professores. Os dados foram coletados por entrevista semiestruturada e analisados pela técnica de análise de conteúdo de Bardin. Os impactos negativos da prática docente sobre a saúde dos professores sobressaíram nos resultados, sendo o estresse o mais significativo. A sobrecarga de trabalho, as exigências e as cobranças aparecem como os principais aspectos geradores desses impactos. Faz-se necessário gerar mudanças na direção da promoção da saúde da comunidade acadêmica.


Palavras-chave


Saúde. Educação Superior. Docentes. Trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2016.v13.1155