Epistemologia e história da Ciência em Ecologia: o passo inicial na formação do ecólogo

Clarissa Machado Pinto Leite, Juliana Costa Piovesan, Carla Alecrim Colaço Ramos, Tiago Jordão Porto, Wellington Bittencourt dos Santos, Maria Silva Cunha, Juliana Hipólito de Sousa, Angélica Yohana Cardozo, Jocilene Brandão Herrera, Nei Freitas Nunes-Neto

Resumo


Uma educação consistente sobre teoria, história e filosofia da Ciência para estudantes de pós-graduação em Ecologia pode elevar a qualidade das pesquisas nesse campo. Entender a prática científica como um processo integrado, desde a criação das hipóteses até as análises estatísticas, é importante, mas não suficiente. É relevante compreender que a atividade científica é precedida e guiada por nossa concepção sobre o conhecimento científico. Neste trabalho, discutimos o envolvimento da epistemologia e história da Ciência na Ecologia e sua importância na formação dos ecólogos, ressaltando implicações da escolha de diferentes abordagens estatísticas. Argumentamos a favor da integração de tais áreas à educação formal de ecólogos e apresentamos formas de incluí-las no currículo dos programas de pós-graduação em Ecologia.


Palavras-chave


História da Ciência. Filosofia da Ciência. Ensino de Pós-Graduação. Ecologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2010.v7.13