Análise da utilização da Grounded Theory (Teoria Fundamentada nos Dados) na produção científica brasileira entre 2008-2012

Maricel Karina López Torres, Paulo Cristiano de Oliveira, Carolina Schmitt Nunes, Marina Keiko Nakayama

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar aspectos conceituais da Grounded Theory e identificar o delineamento das teses e dissertações brasileiras entre os anos de 2008 e 2012, em relação às três principais linhas ou escolas teóricas assumidas pelo método. Buscou-se identificar a abordagem clássica, a abordagem descritiva conceitual completa (full conceptual description) e a abordagem construtivista, bem como as áreas ou temáticas trabalhadas no contexto da produção científica brasileira. Os procedimentos metodológicos incluíram a busca, a recuperação e a análise de documentos provenientes da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Foram encontrados 278 documentos no período. Do total recuperado no sistema de busca, foram analisadas 182 teses e dissertações. Os resultados apontaram ênfase na utilização da Grounded Theory nas áreas de Enfermagem, Administração e Psicologia. Também se observou que os autores mais referenciados são Strauss e Corbin, seguidos por Charmaz, ou seja, há ênfase na full conceptual description e na abordagem construtivista. Identificada a utilização da Grounded Theory na produção de dissertações e de teses no contexto brasileiro, parece relevante refletir sobre a necessidade de promoção de formas de audiência e discussão sobre a sua prática em diferentes contextos, a fim de que ela possa alcançar o que se propõe na construção de conhecimento novo, em pesquisas.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2014.v11.509