A formação acadêmica e a produção do conhecimento científico do fisioterapeuta pesquisador amazônida

Gianne de La-Rocque Barros Warken, Jofre Jacob da Silva Freitas, Robson José de Souza Domingues, Katia Simone Kietzer

Resumo


Este artigo correlaciona os dados de formação de 66 fisioterapeutas pesquisadores amazônidas e suas produções bibliográficas. Os dados mostram que apenas 24,2% são doutores, 50% realizaram a pós-graduação na região amazônica e 13% fizeram pós-graduação na área de Fisioterapia, todos estes fora da região amazônica. Constatou-se que a produção científica está concentrada em revistas Qualis B. Entende-se que o caminho para que o fisioterapeuta da região produza conhecimentos voltados à área de Fisioterapia e também relacionados à realidade local é o fortalecimento dos programas de iniciação científica e a união de competências entre instituições, com o intuito de implementar programas de pós-graduação stricto sensu em Fisioterapia na região amazônica.


Palavras-chave


Fisioterapia. Pós-Graduação. Ensino. Educação em Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21713/2358-2332.2015.v12.867