- Seções da Revista

A Revista Brasileira de Pós-Graduação – RBPG passará a apresentar seus artigos em fluxo contínuo, com acesso gratuito na página da RBPG (rbpg.capes.gov.br), distribuído entre as seguintes seções:

  • Debates: Proposições submetidas ou texto encomendado pelo Editor-Chefe e/ou pelos membros do Conselho Editorial e do Comitê Científico sobre temas importantes, atuais e controversos, ligados à educação no Brasil e no mundo e suas interfaces. Neste caso, serão convidados especialistas para produzir textos que debatam as ideias apresentadas no texto principal. O texto principal não deverá ultrapassar 40 mil caracteres com espaço e os textos dos debatedores até 30 mil caracteres com espaço.
  • Artigos: Artigos originais contendo revisão crítica ou resultados de pesquisas de natureza empírica ou conceitual. Não devem ultrapassar 40 mil caracteres com espaço.
  • Dossiê temático: O editor convidado (organizador do dossiê) solicita aos autores artigos originais relativos à temática previamente definida, conforme o planejamento da revista, deliberando sobre a sua publicação com base em pareceres.
  • Experiências inovadoras: Relatos de experiências compatíveis com o foco e escopo da revista. Não devem ultrapassar 30 mil caracteres com espaço.
  • Ensaios: Textos que enfoquem ideias, argumentos e dados, frutos de observações, e a revisão crítica da literatura pertinente. Podem ser encomendados pelos editores ou submetidos pelo autor. Não devem ultrapassar 40 mil caracteres com espaço.

- Foco e Escopo

Editada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) desde 2004, a Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) tem por objetivo a disseminação do conhecimento científico por meio da difusão de estudos relativos à educação (notadamente ensino superior e formação de professores para a educação básica), à ciência e tecnologia, à cooperação internacional e à inovação.

- Processo de Avaliação

As contribuições autorais para as seções Estudos, Debates e Experiências são submetidas a duas fases de seleção:

  • Admissão dos trabalhos - nesta fase é verificada a adequação do manuscrito quanto ao caráter científico, à apresentação geral e à adequabilidade às normas e à política editorial da revista.
  • Avaliação por pares - o manuscrito será avaliado por, pelo menos, dois membros do Comitê Científico da revista ou consultores ad hoc, em consonância com o tema abordado, ou uma comissão de análise e julgamento designada por meio de ato específico. Com o sistema de revisão por pares duplo-cego (double blind peer review), os nomes dos pareceristas permanecerão em sigilo, omitindo-se também perante estes os nomes dos autores.

São analisados, principalmente, os seguintes aspectos:

  • relevância do tema para a pós-graduação, consistência teórico-metodológica, pertinência e atualidade da bibliografia;
  • clareza na exposição do objeto de estudo e na argumentação, rigor na utilização dos conceitos;
  • pertinência e correção de dados estatísticos; e
  • contribuição inovadora.

O resultado da avaliação e os pareceres exarados pelos avaliadores acionados serão enviados aos autores por meio de mensagem eletrônica.

Antes da decisão final sobre o manuscrito, pode haver a necessidade de modificações de estrutura e de conteúdo apontadas pelos avaliadores. Neste caso, as exigências são apresentadas aos autores a fim de que o texto sofra reformulações (do contrário, sejam oferecidas as razões para a não reformulação do mesmo), visando a uma nova avaliação por parte do (s) avaliador(es) acionado (s) ou à verificação da equipe editorial quanto ao devido atendimento do que foi sugerido. A revista se reserva o direito de recusar os trabalhos quando as alterações neles introduzidas não atenderem às observações feitas pelos avaliadores.