Edições anteriores

2015

Capa da revista

v. 12, n. 29 (2015)

A edição 29 encerra as publicações do ano de 2015 agraciando o leitor com nove contribuições autorais distribuídas conforme a sua aderência às seções Estudos, Experiências e Documentos. Nas duas primeiras, são apresentados trabalhos que trazem à reflexão, a partir de diferentes perspectivas, aspectos relacionados ao desempenho acadêmico das instituições de ensino superior e de pesquisa do país. Na última seção, registramos a palestra proferida pelo Dr. António Neves Duarte Teodoro, Professor Catedrático da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, de Portugal, no Seminário Internacional - Repensando a universidade comparativamente entre países: Brasil, Rússia, Índia e China, realizado na Capes, em dezembro de 2015.

Capa da revista

v. 12, n. 28 (2015)

A edição nº 28 reúne trabalhos que se dedicam a discutir principalmente os efeitos produzidos por políticas públicas adotadas no país no limiar deste século, orientadas para a expansão e a inovação do sistema universitário e de pós-graduação. São temas de reflexão a desconcentração regional e a interiorização do ensino superior, a interdisciplinaridade, o Mestrado Profissional em Ensino e a popularização do conhecimento científico. Esta edição também conduz o leitor a refletir sobre o papel da universidade no desenvolvimento de inovação tecnológica e o direciona para as manifestações cotidianas da pós-graduação, no que concerne à formação profissional do docente universitário, à inserção da atividade de pesquisa na rotina acadêmica e à atuação do corpo técnico-administrativo no gerenciamento das informações produzidas sobre os programas. Entre os dez artigos publicados, quatro figuram como estudos, dois como debates e quatro são relatos de experiências universitárias.

Capa da revista

v. 12, n. 27 (2015)

Abrindo as publicações em 2015, este número apresenta contribuições autorais sobre temas como interdisciplinaridade, avaliação da pós-graduação, aplicabilidade social dos conhecimentos produzidos e internacionalização da produção científica, entre outros, que são abordados principalmente de forma comparativa. Dez artigos estão publicados na RBPG 27, sendo que, na seção Estudos, quatro compartilham resultados de pesquisa com respeito à pós-graduação brasileira, a partir de diferentes perspectivas; na seção Debates, três trabalhos prestigiam a revista com interessantes reflexões sobre a internacionalização, o formato de curso de pós-graduação e a cooperação internacional; e, na seção Experiências, outros três procuram relatar experiências inovadoras observadas em parcerias acadêmicas e em formas inovadoras de transmitir e produzir conhecimento.

2014

Capa da revista

v. 11, n. 26 (2014)

O número 26 encerra as publicações da RBPG em 2014. Nesta, a exemplo de outras edições publicadas no ano, continuam a ser abordados temas de grande relevância para a educação superior contemporânea. A pós-graduação volta a ser estudada em termos comparativos, considerando as idiossincrasias de diferentes países; o tema da internacionalização é também novamente discutido, assim como a política governamental que norteia a formação educacional no Brasil. Entre os nove artigos selecionados, redigidos em português ou em inglês, quatro são apresentados na seção Estudos, dois figuram em Debates e três se inserem na seção Experiências.
Capa da revista

v. 11, n. 25 (2014)

As temáticas abordadas neste número abrangem reflexões sobre a articulação da pós-graduação com os demais níveis de formação educacional e com o desenvolvimento da pesquisa no país e suas interações com o ambiente acadêmico e científico internacional.  Nove artigos compreendem a edição 25: seis na seção Estudos, um em Debates e dois em Experiências. Abrindo a primeira seção, está um artigo que analisa indicadores para a avaliação da produtividade em pesquisa com foco em instrumento de política governamental voltada para o desenvolvimento científico nacional. Encerrando os trabalhos, está um relato de experiência de aproximação entre a pós-graduação e a educação básica vivenciada no âmbito de uma instituição de ensino superior brasileira.
Capa da revista

v. 11, n. 24 (2014)

Este número oferece ao leitor mais uma mostra da diversidade de assuntos, temas e abordagens tratados nas edições regulares da RBPG, em face do seu escopo e amplitude temática. Entre vários aspectos discutidos, os dez artigos publicados neste número objetivam refletir sobre o conteúdo transmitido na pós-graduação, suas bases teórico-metodológicas, o formato dos programas, o público-alvo, a aplicabilidade social do conhecimento neles produzido e transmitido e formas de sua aferição. Os trabalhos compreendem cinco estudos, cujos assuntos são abordados em bases teóricas e empíricas, um artigo voltado para a proposição de debate e quatro experiências inovadoras extraídas do ambiente da pós-graduação.

Capa da revista

v. 11, n. 23 (2014)

Em 2014, a RBPG abre suas publicações com a edição de um número especial dedicado a apresentar contribuições da pós-graduação brasileira para o desenvolvimento da região amazônica. Os artigos que compõem o número 23 da revista são seis estudos e cinco experiências que focalizam diferentes aspectos de programas de pós-graduação sediados nos estados amazônicos e suas articulações com o ambiente econômico, social e educacional da região. Entre as perspectivas abordadas estão aquelas que figuram nas prioridades das politicas governamentais de fomento à pós-graduação e à pesquisa, tais como a fixação de recursos humanos, a interdisciplinaridade, a interiorização da produção do conhecimento, a estrutura de trabalho em rede e os novos paradigmas de formação pós-graduada.


2013

Capa da revista

v. 10, n. 21 (2013)

Versão Inglês

Following on the thoughts  that gave rise to the bookContributions of Brazilian postgraduate studies on sustainable development - Capes at Rio +20, in which it was possible to record the progress of Brazilian postgraduate programs on the subject of sustainable development,  the Revista Brasileira de Pós-Graduação devotes its 21st number to offering  a sample of these advances, presenting thirteen articles which seek to address the theme of sustainable development through debates, experiments and case studies, especially with respect to its transversal and interdisciplinary characteristics.

 

Capa da revista

v. 10, n. 22 (2013)

O último número de 2013 retrata, com propriedade, a diversidade temática pela qual tem sido abordada a pós-graduação neste novo milênio e corrobora o importante papel conquistado pela RBPG, na divulgação de conhecimentos produzidos sobre esse nível de formação, nos dez anos de existência da revista. Entre os artigos que apresenta, sete buscam contribuir para reflexão, compartilhando resultados obtidos mediante estudo sobre programas de pós-graduação no País, a partir de diferentes perspectivas. Dois procuram relatar experiências inovadoras observadas em parcerias científico-acadêmicas, seja focalizando as interações estabelecidas e seus efeitos sobre a pesquisa e o ensino, seja apresentando ferramentas informacionais capazes de identificar as redes colaborativas.
Capa da revista

v. 10, n. 21 (2013)

Dando continuidade às reflexões que deram origem ao livro Contribuições da pós-graduação brasileira para o desenvolvimento sustentável: Capes na Rio+20, no qual foi possível registrar os avanços da pós-graduação brasileira sobre o tema do desenvolvimento sustentável, o número 21 da Revista Brasileira de Pós-Graduação se consagra por oferecer mais uma amostra desses avanços, apresentando treze artigos, que buscam abordar, especialmente, suas características de transversalidade e interdisciplinaridade, por meio de debates, experiências e estudos de caso.
Capa da revista

v. 10, n. 20 (2013)

Este número temático da Revista Brasileira de Pós-Graduação traz oito artigos distribuídos nas seções Debates, Estudos e Experiências - apresentando reflexões e discussões sobre a Inovação Tecnológica na Pós-Graduação Brasileira. O destaque segue para a abrangência multidisciplinar dos artigos que compõem o número, como pode ser visto no primeiro artigo “A inovação tecnológica à luz dos paradigmas científicos: o lugar das ciências da linguagem”. Nesse artigo, em meio à reflexão acerca do impacto das inovações tecnológicas em diferentes áreas da ciência e da tecnologia, observa-se a inserção de uma área não comumente difundida como tecnológica.
Capa da revista

v. 10, n. 19 (2013)

O primeiro número de 2013 é lançado no momento em que a Revista Brasileira de Pós-Graduação comemora seu décimo ano, e se prepara para aprimorar suas atividades, com o objetivo de oferecer maior agilidade na comunicação com a comunidade acadêmico-científica e de conceder mais espaço para o acesso à pesquisa. Nove artigos estão publicados na RBPG 19: seis na seção Estudos, dois na seção Debates e um na seção Experiências. Abrindo o número, está um artigo sobre os pesquisadores da área de Fisioterapia e Terapia Ocupacional com bolsa de produtividade em pesquisa no CNPq, com referência ao triênio 2006-2008. O estudo baseia-se, entre outros dados, na verificação de currículos Lattes.

2012

Capa da revista

v. 9, n. 18 (2012)

Em virtude do envio significativo de contribuições sobre a avaliação, o número 18 da Revista Brasileira de Pós-Graduação é lançado para que o leitor e a comunidade possam apreciar discussões e propostas referentes ao próprio processo de avaliação, aos programas de pós-graduação e à produção científica. Nesse número, os artigos estão distribuídos nas seções Estudos e Debates.
Capa da revista

v. 9, n. 17 (2012)

O número 17 da Revista Brasileira de Pós-Graduação apresenta oito artigos. Inicialmente o artigo – “Prêmio Capes de Tese: um parâmetro de qualidade e do comportamento dos programas de pós-graduação do Brasil” – traz um panorama das primeiras quatro edições da premiação. O segundo artigo, “A institucionalização da pós-graduação no Brasil: o primeiro decênio da Capes (1951-1961)”, trata dos primeiros 10 anos de existência da Campanha Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (atual Capes). Os terceiro e quarto artigos se referem ao uso do Portal de Periódicos da Capes. No quinto artigo, são apresentados os ganhos sociais alcançados pelos alunos do Mestrado Profissional em Gestão e Estratégia em Negócios da UFRRJ. Uma reflexão sobre a produção científica na área de Educação Física a respeito do cotidiano escolar é encontrada no sexto artigo. No sétimo, os autores apresentam um quadro sobre os docentes nos cursos de graduação em Estatística no Brasil e a previsão da demanda de doutores. E no oitavo, encontra-se uma reflexão sobre as propostas das teses e dissertações na linha de pesquisa Ciência e Arte do Programa de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz.
Capa da revista

v. 9, n. 16 (2012)

A RBPG . Revista Brasileira de Pós-Graduação, editada pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de NívelSuperior (Capes), é uma publicação técnico-científica que se define como um veículo de difusão e debate de ideias, estudose relatos de experiências sobre a pós-graduação. É também um espaço aberto à comunidade acadêmica para manifestarsesobre temas relacionados com a formação de recursos humanos de alto nível. Divulga documentos oficiais de políticaspara a educação superior, estudos e dados sobre a pós-graduação, discussões e comunicados de interesse da comunidadeacadêmica e científica.
Capa da revista

v. 8, n. 2 (2012): Suplemento 2 - Ensino de Ciências e Matemática e a Iniciação à Docência

A RBPG . Revista Brasileira de Pós-Graduação, editada pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é uma publicação técnico-científica que se define como um veículo de difusão e debate de ideias, estudos e relatos de experiências sobre a pós-graduação. É também um espaço aberto à comunidade acadêmica para manifestarse sobre temas relacionados com a formação de recursos humanos de alto nível. Divulga documentos oficiais de políticas para a educação superior, estudos e dados sobre a pós-graduação, discussões e comunicados de interesse da comunidade acadêmica e científica.

2011

Capa da revista

v. 8, n. 1 (2011): Suplemento 1 - Educação Básica: Políticas Públicas e Diversidade Cultural

A RBPG . Revista Brasileira de Pós-Graduação, editada pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é uma publicação técnico-científica que se define como um veículo de difusão e debate de ideias, estudos e relatos de experiências sobre a pós-graduação. É também um espaço aberto à comunidade acadêmica para manifestarse sobre temas relacionados com a formação de recursos humanos de alto nível. Divulga documentos oficiais de políticas para a educação superior, estudos e dados sobre a pós-graduação, discussões e comunicados de interesse da comunidade acadêmica e científica.
Capa da revista

v. 8, n. 15 (2011)

O primeiro número de 2011 da Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) é publicado quando a Capes comemora 60 anos de criação. Além da Apresentação do Presidente, em face desse aniversário, a RBPG 15 apresenta oito artigos assim dispostos: um na seção Debates, quatro na seção Estudos e três na seção Experiências.

2010

Capa da revista

v. 7, n. 14 (2010)

Com a publicação deste número 14 da Revista Brasileira de Pós-Graduação, encerramos os trabalhos do ano de 2010 com os seguintes avanços, além das modificações já registradas nos números anteriores da RBPG: a) a implantação do novo projeto gráfico da revista; b) a inclusão de sumário trilíngue (português, inglês e espanhol) a partir da RBPG 13; e c) a publicação do número temático sobre as bases de dados eletrônicas, com particular ênfase a estudos voltados para a criação e a evolução do Portal de Periódicos da Capes. No decorrer de 2011, a expectativa é cumprir integralmente as recomendações dos membros do Conselho Editorial e do Comitê Científico, principalmente, no que diz respeito à publicação trimestral da RBPG.
Capa da revista

v. 7, n. 13 (2010)

O primeiro número temático da RBPG surgiu da necessidade de se discutir, de forma ampla, os avanços alcançados com a implantação do Portal de Periódicos da Capes. Criado em 2000, o Portal mudou a forma de se fazer pesquisa no Brasil, possibilitando que o pesquisador brasileiro, em um clique, tenha acesso às bases de dados mais significantes de sua área. Esse magnífico instrumento de pesquisa facilitou sobremaneira o desenvolvimento da Ciência nos últimos anos no Brasil, podendo-se dizer que hoje o Portal tem um lugar de destaque no processo de democratização do conhecimento. Para celebrar seus 10 anos de existência, esta edição apresenta imagens das nove IES que mais acessam o Portal de Periódicos.
Capa da revista

v. 7, n. 12 (2010)

Em razão das mudanças estruturais ocorridas na Capes, a Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) foi realocada para o gabinete da Presidência. Nessa ocasião, surgiu também a oportunidade de se promover algumas modificações de caráter estratégico, como: 1) a ampliação de cinco para seis no número dos membros do Conselho Editorial; 2) a inclusão no Comitê Científico de pesquisadores estrangeiros; 3) a reformulação do Regulamento da RBPG, visando, entre outros pontos, a construção de um colegiado mais integrado; 4) a revisão das Normas Editoriais; 5) o estabelecimento de um calendário anual de trabalho; e 6) a revitalização visual da revista, buscando maior aproximação com o seu leitor.

2009

Capa da revista

v. 6, n. 11 (2009)

O artigo de abertura da RBPG 11 "Perfil dos Alunos de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos da Universidade de Brasília", de autoria de Moraes et al., faz um estudo comparativo desse programa, voltado para a formação de pesquisadores em Engenharia Sanitária e Ambiental, com os demais cursos de pós-graduação em áreas correlatas no País. Esse estudo confirma a existência de grandes assimetrias, inclusive no desenvolvimento das áreas do conhecimento, com especial ênfase na região Centro-Oeste do Brasil. O segundo artigo da seção Estudos, de Daniel Gustavo Mocelin – "Concorrência e Alianças entre Pesquisadores: Reflexões acerca da Expansão de Grupos de Pesquisa dos anos 1990 aos 2000 no Brasil" –, considera que a ampliação signifi cativa do número de parcerias acadêmicas no Brasil (grupos de pesquisa) é resultado da grande concorrência entre os pesquisadores. Para Mocelin, o sistema de concessão de recursos mais comumente adotado pelos agentes fi nanceiros, que tem como base as competências científicas, por exemplo, reforça "a oligopolização de oportunidades" e o estabelecimento de "grupos artificiais" de pesquisa, cujos integrantes têm pouca afi nidade acadêmica.

2008

Capa da revista

v. 5, n. 10 (2008)

O número 10 da RBPG tem oito artigos distribuídos nas seções: debates, estudos e experiências. O primeiro texto “A identidade e a importância dos mestrados profi ssionais no Brasil” de Fernando Negret trata dessa modalidade de programa, institucionalizada pela Capes em 1998, que tem como desafi o promover a integração entre a pesquisa, a geração de conhecimento científi co e a aplicação dos resultados. Já no artigo de Carvalho et al., a questão da avaliação do livro na pós-graduação merece destaque. Esse estudo discute a implantação experimental de uma metodologia para avaliação desse importante veículo de divulgação científica, tendo como base a produção de livros publicados em 2005 das áreas de Educação Física, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. O terceiro artigo da seção debates de José Luiz Braga trata da expertise universitária, entendida por esse autor como o aprofundamento do que já se faz em termos de pesquisa e ensino
Capa da revista

v. 5, n. 9 (2008)

Nesse número 9 da RBPG oito artigos são publicados. Como parte do projeto “Diagnóstico da pós-graduação em Ciências Agrárias no Brasil”, iniciado em 2006, Ceretta et al. fazem um apanhado geral sobre os programas de pósgraduação em Ciências do Solo, registrando os avanços e tendências. O segundo artigo de autoria de Lyra e Haeffner traz uma análise da pós-graduação em agronomia no Brasil no período de 2003 a 2007, com destaque para o signifi cativo aumento do número de programas nas regiões norte, nordeste e centro-oeste. No terceiro artigo da seção estudos, Cavalcanti e Pereira analisam o perfi l do bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq na área de Odontologia, destacando, entre outros pontos, a predominância de bolsistas do sexo masculino, concentrados na região sudeste do país.

2007

Capa da revista

v. 4, n. 8 (2007)

Estudos oriundos do Seminário “Avaliar para Avançar”, por ocasião das comemorações dos 55 anos da Capes e dos 30 anos da Avaliação da Pós-Graduação no país são o destaque do 8º número da RBPG. Relatórios sobre o futuro do Mestrado Profissional no país, discussão sobre as reformas na política de ciência e tecnologia do Brasil e seus impactos na atual organização institucional do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG) são alguns dos temas que saíram do Seminário. A transcrição das exposições e debates ocorridos no Seminário Capes/DAAD, sobre a Internacionalização do Ensino Superior no Brasil e Alemanha também se sobressaem nessa edição
Capa da revista

v. 4, n. 7 (2007)

O primeiro número de 2007 da Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) traz oito artigos que envolvem a pesquisa e os estudos de pós-graduação em Ciências Agrárias, Ecologia e Botânica no país. Entre eles, um texto que destaca as diferentes contribuições que culminaram na construção de uma pós-graduação diversificada em Ciências Agrárias e outro que trata da participação de pesquisadores oriundos de áreas como Sociologia, Serviço Social, Ecologia e Geografia no círculo tradicional das Ciências Agrárias. Finaliza a edição, um estudo detalhado a respeito das transformações ocorridas nos últimos anos no setor de Agronegócios e a necessidade de formação de recursos humanos na área.

2006

Capa da revista

v. 3, n. 6 (2006)

A sexta edição da Revista Brasileira de Pós-Graduação é marcada pela adoção do sistema de avaliação de todos os artigos encomendados e a submissão da Revista ao processo de avaliação de periódicos da coleção SciELO. Nove artigos são publicados neste número, entre eles uma exposição da evolução da pós-graduação em Ciências Farmacêuticas e sua relação com sistema de avaliação implantado na década de setenta e um texto sobre o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior brasileira (Sinaes). Na seção Experiências, um exame a respeito da implantação do Acordo Capes/Cofecub1 que envolveu pesquisadores brasileiros e franceses em 1978.
Capa da revista

v. 3, n. 5 (2006)

Neste 5º número, a RBPG passa a ser semestral e amplia o seu leque de assuntos com a inclusão de artigos inéditos voltados ao estudo da colaboração científica internacional. A revista traz para o debate assuntos no âmbito dos acordos de parcerias financiados pelas agências de fomento brasileiras e questões como a internacionalização da pós-graduação. A publicação ainda oferece um artigo que traz o perfil dos cursos de pós-graduação lato sensu desde a sua implantação, nos idos de 1950 até hoje. Na seção Estudos, um texto trata de uma questão relacionada à produção do conhecimento e à construção da autoria on line. O tema do Mestrado Profissional, abordada no número 4, continua nessa edição com mais quatro artigos referentes ao tema.

2005

Capa da revista

v. 2, n. 4 (2005)

Oficialmente regulamentado apenas em 1995, o mestrado profissional (MP) fora imaginado trinta anos antes, no chamado Parecer Sucupira, documento que instituiu a pós-graduação brasileira. Para contribuir com informações que permitam avanços no trato da questão, a quarta edição da RBPG apresenta o caminho percorrido e a atual situação do MP no país. Os textos abordam a questão de forma geral, discorrem áreas específicas – a exemplo das engenharias –, e apontam perspectivas.
Capa da revista

v. 2, n. 3 (2005)

O Plano Nacional da Pós-Graduação, lançado em janeiro de 2005, que traça políticas e estratégias para o desenvolvimento e a diversificação da pós-graduação brasileira até 2010 é o destaque da terceira edição da RBPG. Na mesma seção, encontra-se outro documento importante, a Sinopse da Avaliação Trienal da Pós-Graduação-2004. Três textos refletem esses documentos e o futuro da pós-graduação no país. Além disso, textos que tratam desde o estresse entre mestrandos e doutorandos de duas faculdades de Medicina Veterinária a representações que alunos e docentes de um curso de Odontologia têm acerca da Saúde Coletiva.

2004

Capa da revista

v. 1, n. 2 (2004)

O segundo número da Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) continua o trabalho de consolidar o espaço de divulgação de idéias e informação ligadas à pós-graduação no Brasil. O artigo “O que mudar na avaliação da Capes” abre a seção Estudos com uma análise dos resultados da consulta que ocorreu durante todo o ano de 2004 com membros do Conselho Técnico sobre o trabalho da Agência. A seção Debates apresenta uma discussão sobre a pós-graduação lato sensu no contexto da educação superior sobre o papel socioeconômico da pós-graduação. Destaque também para a seção Experiências, com um artigo que discute o sistema Qualis para área de Letras e Lingüística.
Capa da revista

v. 1, n. 1 (2004)

A Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) preenche uma lacuna editorial, atendendo aos anseios de docentes, pesquisadores e alunos interessados em discutir a pós-graduação no país. Estruturada em quatro seções (Estudos, Experiências, Debates e Documentos), a revista é um fórum para apresentação de trabalhos sobre temas específicos da pós. Nesta edição, destaques para o portal Periódicos, e a avaliação dos programas de pós. Em Experiências, uma experiência de ensino na disciplina Seminário de Dissertação. Debates propõe a relação entre graduação e pós-graduação, no caso da Arquitetura.

2016

Capa da revista

v. 13, n. 30 (2016)

A RBPG inicia as publicações relativas ao ano de 2016 com o foco sobre cinco grandes temas: avaliação da pós-graduação, internacionalização da produção científica, mobilidade educacional, formação de professores e interdisciplinaridade. Os três artigos integrantes da seção Debates discutem o processo e a ferramenta de classificação utilizada pela Capes para avaliar a produção intelectual da pós-graduação stricto sensu no Brasil. Na seção Estudos, a internacionalização da produção científica e aspectos da mobilidade na educação superior são temas de reflexão prestigiados por quatro trabalhos publicados. Consagra a seção Experiências três interessantes relatos sobre a formação de professores, a avaliação e gestão de programa de  pós-graduação e, por último, a interdisciplinaridade na teoria e prática científicas.